Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Aplicações da medição multifásica na indústria do petróleo

Em 12/07/2010 às 12h02


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Há algumas semanas abordamos sobre a gestão da medição multifásica no país. Constatamos sua importância no cenário atual de desenvolvimento científico e tecnológico e apontamos algumas ações conjuntas entre a esfera governamental, universidades e meio empresarial. Neste momento, vamos verificar as aplicações desta importante ferramenta tecnológica no gerenciamento da produção de petróleo e gás natural.  

Com esta finalidade devemos, inicialmente, detectar a aplicabilidade dessa tecnologia dentro de cada setor da produção. Da mesma forma, o desenvolvimento dos sistemas de medição deverão se enquadrar num contexto de expectativa do usuário. Assim sendo, devem atender determinadas características principais, satisfazendo alguns propósitos previamente estabelecidos, tais como:

(1)    No Gerenciamento de Reservatórios - as medidas devem ter alta representatividade e serem passíveis de realização através de uma logística operacional simplificada e produzindo resultados em curto espaço de tempo.

(2)    No Monitoramento da Produção - devem estabelecer processos físicos de medição que possibilitem alto nível de repetitividade das medidas e dos instrumentos de medição.

(3)    Na Alocação entre Campos Produtores - quando na transferência da produção para outras Unidades Estacionárias de Produção (UEP) e, posteriormente, destas para bases em terra ou até mesmo pelo resgate do óleo bruto para petroleiros. A capacidade de medir em tempo real, sem a compulsória separação das fases, constitui-se num dos principais requisitos deste nicho de aplicação.

(4)    Nas Questões de Recolhimento Fiscal - os pagamentos de royalties e demais tributos aos diversos recipientes da União, Estados e Municípios, são efetuados com base nos níveis de produção dos poços. Esse nicho de aplicação possui regulamentação específica, devendo procurar atender aos níveis de exatidão exigidos na legislação para serem aplicados no país.  

Entretanto, os sistemas de medição de vazão multifásica ainda não estão contemplados na atual legislação brasileira para efeitos de apropriação e pagamentos dos tributos. Esses sistemas de medição se apresentam como importante ferramenta de gestão na indústria petrolífera. O desenvolvimento dessa tecnologia, assim como a gestão desse processo, subsidiará o aprimoramento dos critérios de medição para efeitos fiscais por parte de órgãos governamentais.

O autor é físico e Criador do IMMT (Instituto Macaé de Metrologia e Tecnologia) - atualmente trabalha como Geofísico na Indústria do Petróleo.

Autor: Eduardo Neiva


    Compartilhe:


publicidade

View Site in Mobile | Classic
Share by: