Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

História de vitória e superação

Em 08/09/2010 às 12h50


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Terezinha Ribeiro Gaudard Terezinha Ribeiro Gaudard
Brilhante profissional, ela é uma mulher extremamente sensível, amorosa, e super dedicada a família, retratando perfeitamente a mulher moderna, determinada e ‘guerreira’, e se sobressaindo no mercado de trabalho de forma especial. Terezinha Ribeiro Gaudard, a empresária que se destaca no mundo dos negócios macaense, ganha expressivas homenagens nesta terça-feira (7), pelo seu aniversário de 60 belos anos de idade.

Na verdade, a empresária, que comanda o sucesso de diversos negócios, incluindo a loja Terelim, vem imprimindo sua marca de sucesso na história do comércio macaense.

Uma das homenagens mais carinhosas que Terezinha recebe é a edição do livro “Terezinha: Uma História de Superação”, de autoria da jornalista Fernanda Viseu (FV2 Comunicação), contando suas lutas e vitórias.

A iniciativa foi dos filhos Léo Ribeiro e Thaís, que explicam que o livro foi escrito com base nos depoimentos de familiares e amigos. “À nossa querida mãe, por ser um exemplo de perseverança e mulher empreendedora, sem esquecer de nos dedicar todo o seu carinho e amor. Esperamos que sua história de superação sirva de incentivo para muitos jovens, ao mostrar que com muito trabalho e determinação é possível modificar a nossa história”, declaram eles no prefácio da obra.

Primeiras experiências

Nascida em Carapebus, em 7 de setembro de 1950, o início da carreira de Terezinha foi árduo. Aos 14 anos, seu lado empreendedor começou a despontar, foi então que decidiu trabalhar e ganhar seu próprio dinheiro, indo trabalhar na confecção do Sr. Ary Poses, no comércio macaense. Entrou para o mercado de trabalho num momento em que isso não era normal para a maioria das mulheres. Mas ela rompeu essa primeira barreira.
Logo depois foi trabalhar na loja “A Cinderela” como balconista e vendia muito. Seu jeito dinâmico, simpático e agradável de atender os clientes chamou a atenção de um senhor que comercializava livros, o Sr. Adamastor Soares, tonando-se assim vendedora da editora Livro Cultura. 

Aos poucos seu negócio com os livros foi prosperando. Como era uma pessoa simples, todo dinheiro que sobrava Terezinha economizava e foi assim, de grão em grão, que conseguiu comprar, aos 18 anos, seu primeiro terreno na Rua Francisco Portela, que depois foi vendido ao Sr. Armando Borges. Em 1974, com o dinheiro arrecadado comprou um terreno na Avenida Rui Barbosa.
Sua visão comercial já naquela idade fez com que escolhesse essa localização, que hoje em dia é considerado o melhor ponto de comércio da cidade.

Uma pedra no caminho

O livro relata ainda que, quando trabalhava para A Cinderela, Terezinha sofreu um acidente de carro, que a obrigou a se manter afastada do trabalho. A palavra superação passou a fazer parte de sua vida.

Com muita garra, ao se recuperar, ela voltou a trabalhar na loja A Cinderela por uns dois meses, mas depois optou exclusivamente pela venda de livros.
A realização de um sonho

Mas essa grande lutadora não desistiu de seu sonho, que era construir a sua loja no terreno da Av. Rui Barbosa. Com o dinheiro arrecadado a partir da venda dos livros foi transformando esse sonho em realidade. A obra durou quatro anos e quando ficou pronta foi a realização de um projeto sonhado.

A Terelim foi inaugurada no dia 28 de maio de 1977, como uma confecção popular, na época era sócia do irmão Paulo Ribeiro José. 
Para chamar os clientes e alertar sobre promoções, contratavam uma pessoa que ficava na frente da loja, era o Sabiá. “Esse profissional fazia muita diferença nas vendas”, comenta o filho Leo.
O perfil de mulher empreendedora de Terezinha, nunca a deixou parar. Além da Terelim, ela enveredou para o ramo da construção civil, com a visão de que poderia se beneficiar com o ritmo acelerado de crescimento da cidade, por conta das operações na Bacia de Campos e da instalação da Petrobras no município. Também chegou a trabalhar com atividade pesqueira e a levar peixes para vender no Rio de Janeiro, além de duas lanchonetes: uma no Centro e outra na Rodoviária.

Merece destacar ainda a sua excelente relação com os clientes, realizando o que gostae sabe fazer, que é trabalhar com o seu sonho (a loja Terelim). Terezinha atende a todos de maneira personalizada, conhecendo seus tamanhos e gostos, nunca deixando de realizar um pedido.

A família de Terezinha

Terezinha é casada com o também empresário Erodice Gaudard, e seus filhos Thaís e Léo Ribeiro seguem os seus passos e seus exemplos, formando assim uma bela família.

Essa mulher batalhadora também tem um outro lado que é o de mãe e esposa. Uma mãe dedicada e carinhosa com os filhos e uma esposa que ama e é muito amada, através de uma relação baseada na alegria e no respeito. Quando não está trabalhando o casal gosta de ficar em casa e tem vida social voltada para os eventos familiares. Em Rio das Ostras, para onde vão nos finais de semana, se divertem passeando pela cidade e fazendo caminhadas.

(Trechos extraídos do Livro “Terezinha: Uma vida de Superação”)

Autor: Isis Maria Borges Gomes


    Compartilhe:


publicidade

View Site in Mobile | Classic
Share by: