Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Defesa Civil alerta para cuidados durante o período de chuvas no verão

Em 27/12/2010 às 20h32


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Dicas das autoridades visam garantir a proteção fí Dicas das autoridades visam garantir a proteção fí
O período de chuvas, sobretudo no verão, ocasiona enchentes e inundações que podem causar problemas à saúde. As águas sujas provenientes das enxurradas colocam as pessoas em contato com agentes infecciosos que desencadeiam uma série de doenças. Entre as principais enfermidades estão as verminoses, hepatite A, tétano e ainda outras, de transmissão respiratória. Agir corretamente, tomando os principais cuidados na prevenção e tratamento contra estes males é fundamental para evitar o contágio e proliferação.

A leptospirose é uma das principais ocorrências epidemiológicas decorrentes das inundações. Sua transmissão se dá pelo contato com água ou lama contaminada pela urina de roedores infectados, principalmente os domésticos, como ratazanas, ratos de telhado e camundongos.

Este contato ocorre durante e imediatamente após as inundações, quando as pessoas retornam às suas residências e procedem à limpeza e remoção da lama e outros detritos.

De acordo com a Coordenação Extraordinária Defesa Civil de Macaé, para evitar a transmissão dessas doenças é fundamental fazer uso de luvas, botas de borracha ou sacos plásticos duplos amarrados nas mãos e nos pés. Isto porque a penetração do micro-organismo (bactéria) ocorre pelo contato com mucosas.

Com a chegada do período de calor, as chuvas tornam-se mais fortes e frequentes. O grande volume de água por vezes é maior que a capacidade de escoamento nas cidades, causando enchentes e colocando a saúde das pessoas em risco.

“Toda a água e lama remanescentes devem ser removidas, a limpeza das paredes e do piso deve ser feita com solução de água sanitária (para 20 litros de água, quatro xícaras de café ou um copo de 200 ml de água sanitária). A água contaminada não pode ser utilizada para beber, lavar a louça, ou para a preparação de alimentos” alerta.

Autor: Cristian Kupfer | cristiankupfer@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:


publicidade

View Site in Mobile | Classic
Share by: