Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Repressão ao tráfico eleva casos de prisões e apreensões de drogas

Quantidade de pessoas presas por tráfico de drogas também cresceu em torno de 37%

Em 30/05/2012 às 11h40


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

O volume de entorpecentes apreendidos em Macaé teve um aumento significante de até 38%, segundo dados do Instituto Segurança Publica do Rio de Janeiro, que corresponde a maior parte dessa região. No primeiro trimestre deste ano, em relação ao ano passado, houve aumento de 20 casos de apreensão de drogas, alcançando, assim, o número de 54 ocorrências registradas pela Polícia Civil em 2012. O maior número de registros desse tipo ocorreu entre os meses de fevereiro e abril deste ano, com quase 50 apreensões.

A quantidade de pessoas presas por tráfico de drogas também cresceu. No primeiro trimestre do ano passado foram 120 suspeitos identificados. Neste ano o número subiu para 163, gerando um aumento de quase 37%. Em 2011, 101 pessoas foram presas pelo uso de drogas, já este ano, o número de flagrantes de consumo de entorpecente foi de 173, um crescimento de 42%.

Para a Polícia Militar, as estatísticas são positivas. "A atuação das modalidades de policiamento, como Força Tática, patrulhamento e operações constantes contribuíram para a redução do crime e, consequentemente, apreensões de substâncias entorpecentes em toda a região", afirma o tenente coronel Ramiro de Oliveira Campos, comandante do 32º Batalhão da Polícia Militar.

Houve também o crescimento de usuários querendo colocar fim em seu vício. No Centro de Atenção Psicossocial (Caps), a procura por tratamento cresceu cerca de 15% de janeiro a abril deste ano.

Uma pessoa, que prefere não ser identificada, resolveu buscar ajuda para se livrar do vício. "Para mim foi devastador, uma experiência complicada na minha vida. Quase perdi minha família e ia perder a minha vida também", relata.

De acordo com a assistente social do Centro, Rosali Teixeira Fernandes, que realiza o tratamento aos ex-dependentes, os efeitos não se limitam apenas aos problemas de saúde. "Eles fazem com que o paciente se sinta completamente desmotivado para a sua aptidão física, mental e tudo mais. Afeta não só o paciente como seu convívio social", explica a profissional.

Autor: Cristian Kupfer/ cristiankupfer@odebateon.com.br


    Compartilhe:


publicidade

View Site in Mobile | Classic
Share by: