Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Prefeitura cadastra pacientes para atendimentos oncológicos

Exames e tratamentos são oferecidos gratuitamente e prometem reduzir custos de pacientes

Em 28/01/2014 às 10h48


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Centro de Oncologia funciona no Hospital São João Batista Centro de Oncologia funciona no Hospital São João Batista
A Prefeitura Municipal de Macaé, por meio da secretaria de Saúde, está cadastrando pacientes que necessitam de serviços de saúde na área de oncologia. Diversos exames pré e pós-câncer estão sendo realizados pelo Centro Oncológico de Macaé, que funciona dentro do Hospital São João Batista. Os serviços são oferecidos gratuitamente e prometem reduzir custos aos pacientes.

O Centro Oncológico foi inaugurado em setembro do ano passado, no entanto, antes de começar a funcionar, os pacientes portadores de câncer que não possuíam condições de pagar tratamentos médicos por redes particulares, precisavam se deslocar, todos os dias, para hospitais e centros médicos públicos de cidades vizinhas, como Campos, Rio de Janeiro e Cabo Frio. Além de a viagem ser bastante desgastante para o enfermo, se torna também muito cara, já que o paciente precisava pagar transporte e alimentação longe de casa.

De acordo com a Prefeitura de Macaé, pacientes que necessitem de tratamentos para neoplasia do intestino delgado, estômago, cólon, junção retossigmóide, reto, pâncreas, brônquios, pulmões, mama, ovário, próstata e testículos devem se dirigir imediatamente à Coordenadoria de Controle, Avaliação e Auditoria, conhecido como "0800", localizado na Rua Benedito Peixoto, Centro. O objetivo é se cadastrar para iniciar o tratamento pelo Centro de Oncologia sem custos.

Além do "0800", o paciente terá uma outra opção. Ele pode entrar em contato com a Abapocam - Associação de Portadores de Câncer de Macaé - através do número (22) 9704-6558, onde o pedido de cadastro será encaminhado para o órgão responsável.

O paciente deve levar documentos como biópsia (original e cópia), relatório médico descrevendo o diagnóstico, comprovante de residência (cópia) e título de eleitor, além das cópias do CPF e RG. É necessário possuir mais de 18 anos, ou, se for menor, ir acompanhado de um responsável.

Exames preventivos também estão disponíveis pelo município no Centro de Especialidades Moacir Santos (Barracão). Os atendimentos são feitos de segunda a sexta-feira para as seguintes especialidades: urologia, dermatologia, clínico, nutrição, angiologia, gastrologia, alergista, neurologia, cardiologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ortopedia, reumatologia, endocrinologia, pneumologia, nefrologia e proctologia.

Clínicas especializadas em tratamentos e exames de câncer costumam ser muito caras. Os portadores da doença relatam, por exemplo, que cada aplicação de quimioterapia para o combate ao câncer de mama custa, em média, R$ 2 mil. É importante considerar que o tratamento de quimioterapia é realizado através de inúmeras aplicações, aumentando, consequentemente, o valor total do tratamento completo.

A secretaria de Saúde informou que existem de 300 a 350 pacientes com câncer em Macaé. Cerca de 65 novos casos já foram registrados. De acordo com o presidente da Abapocam, Antônio Mesquita, conhecido como Toninho da Cocada, atualmente cerca de 1.200 pessoas de Macaé dependem dos tratamentos de quimioterapia da rede pública oferecidos em Campos. "Essa é a realização de um sonho para nós, estamos muito felizes em saber que daqui para frente os portadores de câncer serão tratados com mais dignidade e respeito", comemora Toninho.

De acordo com a Abapocam, pessoas que já possuem tratamentos iniciados em outras clínicas ou hospitais de cidades vizinhas não serão transferidas para o Centro Oncológico de Macaé. Essa medida foi tomada para não interromper ou prejudicar o tratamento já iniciado. "A princípio, o centro será utilizado por pacientes que não fazem tratamento em unidades de Macaé ou de outros municípios. Aqueles que já iniciaram o tratamento vão passar, posteriormente, por uma migração organizada. A expectativa é que em breve, além do atendimento, uma farmácia popular especializada em medicamentos para o câncer comece a funcionar na cidade", comenta Toninho.




Autor: Paty Mendes/ patriciaodebateon.com.br

Foto: Gil


    Compartilhe:


publicidade

View Site in Mobile | Classic
Share by: