Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Senai Macaé inaugura Núcleo de Educação a Distância

Espaço ficará responsável pelo acompanhamento das Unidades de Macaé, Campos dos Goytacazes, Itaperuna, Nova Friburgo, Santo Antônio de Pádua e Teresópolis

Em 26/02/2015 às 12h35


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Evento contou com a participação de representantes da Comissão Municipal da Firjan, da diretoria de Educação do Sistema Evento contou com a participação de representantes da Comissão Municipal da Firjan, da diretoria de Educação do Sistema
O Senai realizou na manhã de ontem (25) a inauguração do Núcleo de Educação a Distancia (Ead) Macaé. Participaram do evento os membros da Comissão Municipal da Firjan, Marcelo Reid e Francisco Agostinho, a gerente de Educação a distância do Sistema Firjan, Rosemary Lomelino, o Gerente Executivo da Unidade Operacional de Macaé - SESI / SENAI, Luiz Eduardo Campino e profissionais do Senai Macaé.  

O Núcleo EaD Macaé tem como objetivo coordenar a educação à distância no polo e nas 6 Unidades SENAI de sua área de abrangência, em conformidade com a  Gerência de Educação a Distância (GED). 
Dessa forma, ele ficará responsável pelo acompanhamento das Unidades de Campos dos Goytacazes, Itaperuna, Nova Friburgo, Santo Antônio de Pádua, Teresópolis, além de Macaé.

Durante a inauguração, Campino explicou que a oferta de cursos na modalidade a distância começou a ser pensada em Macaé ainda em 2012, quando a diretoria de educação do Sistema Firjan questionou se ele achava interessante a oferta de Ead na cidade. "Na época percebi logo de imediato que isso seria um grande diferencial para o mercado offshore e que, no mundo contemporâneo onde tempo é um recurso escasso, a Ead seria uma excelente oportunidade de qualificação dos nossos munícipes. Assim, Macaé não poderia deixar de surfar essa onda! E foi então que entramos de cabeça na proposta", lembrou. Ainda na oportunidade, ele agradeceu a equipe que comprou a ideia desde o primeiro momento tornando o desafio uma realidade. 

Em meio a emoção e, ao mesmo tempo, sensação de dever cumprido, Campino lembrou também dos números de matrículas recebidas ao longo dos três anos do projeto. "Começamos com o que eu chamei de 'tímidas' 446 matrículas no primeiro ano de operação, já em 2013 abrimos 370 novas vagas e em 2014 avançamos para mais de 1000 novas matrículas. O objetivo era um crescimento sólido, sustentável, responsável e de qualidade como tudo que temos feito desde a inauguração deste prédio em 2008", ressaltou. 

Ainda de acordo com Campino, outras unidades do Sistema Firjan caminharam no mesmo sentido e a educação a distância cresceu em todo sistema, tornando-se necessário repensar o modelo de operação do produto com vistas a suportar o crescimento. "Então a diretoria entendeu que, para manter a qualidade que o Sistema Firjan preza, fazia-se necessário a criação de polos regionais com o objetivo de melhorar a coordenação das ações e, então, reconhecendo o trabalho bem realizado e a maturidade da equipe da nossa unidade, o órgão nos convida a montar em Macaé o que chamamos de Núcleo de
Educação a Distância. A responsabilidade aumentou, uma vez que passamos a apoiar os colegas de Itaperuna, Pádua, Campos dos Goytacazes, Nova Friburgo e Teresópolis", disse. 

Para finalizar, o Gerente Executivo da Unidade Operacional de Macaé - SESI / SENAI, Luiz Eduardo Campino, lembra da crise que o país está enfrentando. "Estamos vivendo em período que todos falam em crise e a maneira que o Sistema Firjan encontrou para suprir essa crise é aumentar a oferta de qualificação profissional para que possamos contar com pessoas preparadas para atender as demandas de mercado. E temos certeza que a inauguração do Núcleo EaD Macaé dará um grande impulso na oferta de cursos à distância no município e região, atendendo, sobretudo, a necessidade daqueles que trabalham em regime offshore", conclui Campino. 

Em seu pronunciamento, a gerente de Educação a Distância do Sistema Firjan, Rosemary Lomelino, ressaltou o crescimento dessa modalidade de ensino. "É uma modalidade que cresce cada dia mais e no Sistema Firjan não é diferente. Nela, a única distância que existe é a de espaço. O conteúdo e a formação é a mesma dos cursos presenciais. O cursante, com o auxilio de tutores, participa de momento presenciais, frequenta laboratórios e bibliotecas e o resultado não pode ser diferente senão a formação e qualificação profissional.  Enfim, é um desafio, ainda teremos que vencer muitas barreiras", disse. 

O presidente da Comissão Municipal da Firjan Marcelo Reid enfatizou que a modalidade de ensino a distância é extremamente importante, principalmente para as pessoas que trabalham e não têm tempo de frequentar as salas de aula. "Com a Ead a pessoa não tem desculpas para não buscar a qualificação. Ela mesma pode fazer seu horário, com opção de ser dono de sua capacitação. Esse é o caminho. Existem dois (D) que nos acompanham a vida toda, que são a Dificuldade e o Desafio, mas a modernidade e tecnologia vem mudando e fazendo com que as coisas aconteçam", disse. 

Como tudo começou em números 
· 2012 - 446 matrícula 
· 2013 - 370 novas vagas 
· 2014- 1000 novas matrículas  

Metas de oferta de vagas estimadas para o ano de 2015  
· Macaé - 480 matrículas
· Campos dos Goytacazes - 200 matrículas
· Itaperuna - 160 matrículas
· Nova Friburgo - 300 matrículas
· Santo Antônio de Pádua - 145 matrículas
· Teresópolis - 60 matrículas
· Total de vagas: 1.345 matrículas.

Autor: Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:


publicidade

View Site in Mobile | Classic
Share by: