Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Queimadas clandestinas colocam em risco a segurança

Na tarde de terça-feira, um caso do tipo foi registrado em um terreno próximo a residências no Jardim Vitória

Em 07/09/2017 às 11h32


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Tempo seco contribuiu para que as chamas se propagassem rapidamente próximo a casas do entorno Tempo seco contribuiu para que as chamas se propagassem rapidamente próximo a casas do entorno
As queimadas geram diversos danos ao meio ambiente, prejudicando as espécies da fauna e da flora. Mas não é só na natureza que isso pode causar problemas. O perigo também pode estar próximo à sua casa. Apesar dos alertas dos riscos de queimar lixo nos quintais e em terrenos baldios, ainda é possível fazer flagrantes desse tipo em Macaé.

Na tarde da última terça-feira (5), a nossa equipe de reportagem fez um flagrante de um incêndio em um terreno particular próximo a várias residências no Jardim Vitória. Segundo o relato dos moradores, chamas teriam sido iniciadas de forma criminosa. Questionados se alguém teria visto quem ateou fogo, ninguém soube informar o culpado. 

Quem mora nas casas do entorno ficou preocupado com medo do fogo atingir as residências. "Como o tempo está seco e ventando muito, a tendência é que o fogo se propague rapidamente. E foi o que aconteceu. Quando vimos as chamas já estavam quase atingindo o muro das casas. Quem fez isso é um irresponsável, pois colocou em risco a vida das pessoas. Fora o incômodo da fumaça, que cobriu a rua toda, causando dificuldades para a gente respirar", denuncia um morador, que pede sigilo do nome.

Ele relata ainda que assim como ele, alguns vizinhos acionaram o Corpo de Bombeiros. "Ligamos e nos foi informado que iriam enviar a viatura assim que a equipe estivesse disponível. Segundo o atendente lá, no momento em que o acionamos havia mais quatro chamados semelhantes em outros bairros. Ele me contou que no Vale das Palmeiras uma senhora estava desesperada com as crianças pois o fogo estava quase atingindo a casa dela. Ele também ressaltou que nessa época casos do tipo são comuns devido a estiagem", relata. 

Tentando amenizar o problema, um homem com um balde tentou apagar o fogo. "Ele tentou resolver o problema, mas não adiantou porque as chamas já estavam bastante espalhadas. Que isso fique de alerta para outras pessoas pensarem bem antes de sair colocando fogo em lixo, terrenos. Você pode causar um acidente grave. Esperamos também que a prefeitura seja mais atuante na fiscalização pela cidade", finalizou o morador.

A queima de lixo nos terrenos é proibida. Também existem outros agravantes, que são os impactos ambientais gerados por conta disso. A maioria dos resíduos que podemos encontrar no lixo doméstico não foi projetada para ser queimada. Quando expostos a uma determinada temperatura elevada podem liberar substâncias tóxicas perigosas.
Essa fumaça tóxica polui o ar, que é inalado pelos humanos. A situação é ainda pior quando a umidade está baixa. Essa fumaça prejudica a saúde da população, principalmente de crianças e pessoas que sofrem de doenças respiratórias, como asma, bronquite e rinite alérgica.

Vale ressaltar que provocar incêndio é considerado crime, previsto na Lei nº 9.605/98. De acordo com o Art. 41, quando isso é feito em mata ou floresta, pode levar o infrator à pena de reclusão de dois a quatro anos e multa. O mesmo artigo ressalta que se "o crime é culposo, a pena é de detenção de seis meses a um ano, e multa".
Denúncias de incêndios florestais podem ser feitas à Guarda Ambiental através do telefone (22) 99701-9770, número que funciona todos os dias, em tempo integral.

Autor: Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

Foto: Sylvio Savino


    Compartilhe:

Tags: cidade


View Site in Mobile | Classic
Share by: