Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Curso de Artrópodes Vetores reúne pesquisadores

Brasileiros e estrangeiros participaram recentemente da VII edição do curso que aconteceu no Nupem

Em 18/10/2017 às 10h47


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

A iniciativa teve entre os objetivos aumentar a integração entre pessoas de diferentes instituições e com diferentes lin A iniciativa teve entre os objetivos aumentar a integração entre pessoas de diferentes instituições e com diferentes lin
Recentemente o Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental de Macaé (Nupem) recebeu pesquisadores estrangeiros e brasileiros para a VII edição do Curso de Biologia de Artrópodes Vetores. 

A iniciativa foi voltada, preferencialmente, para alunos de pós-graduação da área de artrópodes vetores e teve como finalidade oferecer base teórica e prática em diversos aspectos relevantes para a biologia, fisiologia e bioquímica de artrópodes vetores, incluindo a interação patógeno-vetor, vigilância e controle. Além disso, segundo informações institucionais, o CBAV promove integração e conhecimento das linhas de pesquisa de diferentes grupos nacionais e internacionais. 

De acordo com informações da equipe coordenadora, esse ano o curso contou com a participação de 35 alunos entre brasileiros e estrangeiros, sendo dois da Argentina, um de Uganda, um da Escócia e um da Colômbia. "Tivemos a participação de alunos provenientes de diferentes estados brasileiros, sendo 3 de Goiás, 3 de Minas Gerais, 2 de Pernambuco, 1 do Paraná, 14 do Rio de Janeiro (6 de Macaé), 2 do Rio Grande do Norte, 1 de Rondônia, 3 do Rio Grande do Sul e 2 de São Paulo.

Esta composição variada, recobrindo diversas regiões do Brasil e até do exterior, corresponde a um dos objetivos da iniciativa, que é de aumentar a integração entre pessoas de diferentes instituições e com diferentes linhas de pesquisa estimulando colaborações", explicou Daniele Castro, uma das coordenadoras.

Ainda segundo ela, os estudantes ficaram hospedados em período integral (2 semanas) no alojamento do NUPEM/UFRJ aonde puderam estreitar seus relacionamentos entre si e com os diferentes professores, bem como compartilhar os conhecimentos das suas diferentes linhas de pesquisa.

"Além dos alunos, contamos com a participação de professores de diferentes instituições brasileiras (IOC/Fiocruz, NUPEM/UFRJ, UFRJ, UFF, UERJ, CPQRR/FIOCRUZ, UFMG, UNICAMP, UENF, UFRGS, IAC) e estrangeiras (Université de Strausbourg- França e UNSAM- Argentina). Esses professores apresentaram aulas sobre diferentes temas relacionados a insetos vetores de parasitos causadores de doenças humanas importantes comomalária, dengue, chikungunya, Zika e doença de Chagas. Essas aulas abrangeram assuntos como: controle de vetores, aspectos da biologia, fisiologia e bioquímica de insetos vetores, interação e importância dos patógenos e da microbiota dos insetos, técnicas de geoprocessamento, genética de populações, sistemática molecular e diagnóstico molecular de parasitos em vetores", disse.

Daniele destaca que diante da grande variedade dos temas ministrados dentro da área de vetores, pode-se dizer que um dos objetivos do curso de oferecer base teórica e prática em diversos aspectos foi alcançado. 

"Além de aumentar a integração entre alunos e professores de diferentes áreas e instituições nacionais e internacionais. Estamos muito satisfeitos com o resultado, pois tanto alunos como professores nos mandaram mensagens agradecendo pela oportunidade de participar do curso e elogiando o programa do VII CBAV. Os alunos, através de grupos de troca de mensagens continuam interagindo, comentando sobre seus trabalhos, pedindo sugestões, compartilhando notícias e artigos recentes e divulgando novos eventos relacionados ao tema vetores", ressaltou.

O curso foi promovido por coordenadores do IOC/FIOCRUZ e NUPEM-UFRJ. Recebeu financiamento da CAPES, do INCT-EM, UFRJ, FAPERJ e dos programas de Pós-Graduações de Biologia Parasitária e Biologia Celular e Molecular, ambos do IOC e o fornecimento do ônibus para transporte dos alunos pelo IOC e pela UFRJ. As atividades também foram coordenadas por Dra. Daniele Pereira de Castro e Dra. Caroline da Silva, do Laboratório de Bioquímica e Fisiologia de Insetos - IOC/FIOCRUZ

Autor: Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

Foto: Divulgação


    Compartilhe:

Tags: educação


View Site in Mobile | Classic
Share by: