Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Macaé volta a ter o maior preço médio da gasolina na região

Combustível pode chegar a R$ 4,79 o litro em postos do município

Em 14/11/2017 às 15h15


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

O menor valor da gasolina identificado em posto de Macaé é de R$ 4,19 o litro O menor valor da gasolina identificado em posto de Macaé é de R$ 4,19 o litro
Com uma média de R$ 4,57 o litro, Macaé volta a ter o maior preço médio da gasolina entre os demais municípios do Norte Fluminense e até da Região dos Lagos. Os dados, apontados por levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), foram confirmados ontem (13) pela equipe de O DEBATE através de pesquisa.

De acordo com a ANP, o valor médio da gasolina em Macaé supera os 16 municípios alvos da pesquisa, considerados polos nas regiões Norte, Noroeste, Sul, Serrana e dos Lagos.

Ontem, a equipe de O DEBATE percorreu 10 postos situados nas regiões Sul, Norte e Central da cidade e identificou a alta no preço da gasolina, em comparação aos de duas semanas atrás.
Em outubro, os motoristas da cidade ainda conseguiam encontrar o litro da gasolina a R$ 4,37 em alguns postos. Hoje, o valor mais encontrado nos estabelecimentos da cidade é de R$ 4,64.

A variação do preço da gasolina segue na terceira casa decimal, uma prática ainda aplicada pelos postos da cidade. Enquanto em um estabelecimento, o valor é de R$ 4,64, em outros é cobrado nas bombas R$ 4,649. 

O menor valor da gasolina encontrado pela equipe de O DEBATE na cidade foi R$ 4,19, praticado por um posto sem bandeira situado em Imboassica. Lá, o litro do álcool custa R$ 3,15, o do diesel R$ 3,39 e do gás natural R$ 2,49.
Já o valor mais alto da gasolina foi encontrado em dois postos, um situado na Cancela Preta, e outro no cruzamento entre o trecho final da Estrada Norte/Sul com a Rodovia Amaral Peixoto. Ambos da bandeira Shell, os postos cobram R$ 4,79 por litro da gasolina, R$ 3,69 o álcool, R$ 3,69 o diesel e R$ 2,69 o gás.

"Está complicado conseguir manter o carro na cidade. A cada anúncio de reajuste na gasolina chega a doer no coração e no bolso. Hoje, o veículo é fundamental para o trabalho e para a rotina das pessoas, não dá para cobrar uma gasolina tão cara. Mas, como sempre, quem paga o preço por tudo que está errado no país é o cidadão", afirmou o aposentado Luiz Celso Pereira dos Santos, 69 anos.

Pelo levantamento feito pela ANP, o preço médio da gasolina em Macaé é superior ao de Cabo Frio, segunda cidade e cobrar o valor mais elevado do combustível: R$ 4,53.

Macaé supera também a média do Rio de Janeiro (R$ 4,26), Niterói (R$ 4,28), Duque de Caxias (R$ 4,24), São Gonçalo (R$ 4,28) e Teresópolis (R$ 4,19).

Macaé supera - e muito - o preço médio praticado pelos postos de gasolina em Campos dos Goytacazes. Lá o valor é de R$ 3,90.

Reação dos consumidores

Diante da alta do valor da gasolina, motoristas da cidade pretendem promover nos próximos dias uma manifestação nos postos da cidade.

A ideia é seguir até as bombas e solicitar R$ 0,50 de abastecimento, solicitando a nota fiscal pela prestação do serviço.
A medida já foi realizada em diversos municípios do país. E mesmo assim o preço do combustível continua aumentando.

Autor: Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: economia


View Site in Mobile | Classic
Share by: