Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Cantor solta a voz e deslancha carreira artística

O cantor Fábio Coco é reconhecido pelo expressivo talento, deslanchando na carreira artística

Em 30/11/2017 às 12h02


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte



Coreógrafo, bailarino e compositor, macaense diversifica atuação artística e mergulha profundamente na carreira de cantor. Trata de Fábio Coco, que vem sendo reconhecido pelo expressivo talento, estreando nos palcos da vida com um super repertório autoral no estilo pop com influência de hip hop.

Nesta quinta-feira (30), ele realiza o lançamento do single intitulado ‘Processo’, canção autoral, contando com a participação especial da cantora Enjoyce, do Rio de Janeiro. 

Macaense, que reside atualmente no Rio de Janeiro, Fábio Coco explica que a música ‘Processo’ integra o projeto do álbum intitulado ‘Irreversível’, que trará uma produção audiovisual, deixando uma continuidade para o próximo single.
Fábio confessa que recebeu influências dos cantores Anitta, Pablo Vittar, Karol, e outros artistas do meio LGBT, como Gloria Groove.

Primeiro trabalho do cantor
"Minhas expectativas sobre este single é de abrir portas para minha carreira, de conhecer novas pessoas neste ramo, e me apresentar ao grande público, para ser convidado para show e contratado para festas", declarou Fábio Coco, que acaba de se apresentar na Parada LGBT de Macaé, realizada domingo (26). O cantor esclarece que este single autoral intitulado ‘Processo’ integra o projeto do álbum ‘Irreversível’, o qual ele pretende lançar um single a cada dois meses até completar a obra.

Segundo o cantor, a música fala de um amor inconsequente, no sentido de avançar o desenvolvimento do conhecimento num relacionamento amoroso. A obra será lançada nas redes sociais, tendo sido gravado no Studio Etnohaus, em Botafogo, no Rio de Janeiro, com o produtor Rodrigo Brayner.

Fábio Coco

O macaense Fábio Coco revela que, quando atuava como coreógrafo e bailarino, faltava algo importante em sua vida. "Eu sempre achava que faltava algo quando eu exercia a carreira de bailarino e coreógrafo, esse algo era cantar, e sempre tive facilidade em compor, mas nunca tive coragem de mostrar as composições a alguém", contou ele, acrescentando que até que um dia começou um curso de Canto Coral na Escola de Músca da Rocinha, ministrado pela Regente Valéria Correa.

"Tivemos uma conversa franca e sincera e ela me perguntou por que eu não cantava profissionalmente, já que ela considerava que eu estava pronto para ingressar na carreira. Este era exatamente o incentivo que faltava para eu encarar este meio artístico", contou.

Fábio Coco trabalhou algum tempo como coreógrafo e bailarino da cantora Kynnie Williams até que resolveu assumir a carreira de cantor.

Autor: Isis Maria Borges Gomes isismaria@odebateon.com.br


    Compartilhe:


publicidade

View Site in Mobile | Classic
Share by: