Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

IADC premove em Macaé entrega de prêmio referência em segurança

Unidades e profissionais das áreas de sonda e instalações serão homenageados neste sábado

Em 01/12/2017 às 12h49


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Cerimônia realizada em Macaé é a única premiação da IADC, através do Capítulo Brasil Cerimônia realizada em Macaé é a única premiação da IADC, através do Capítulo Brasil
O Capítulo Brasil da International Association of Drilling Contractors (IADC) promove neste sábado (2) em Macaé, a entrega de um dos mais expressivos e importantes prêmios do mercado offshore nacional e mundial.

A cerimônia, tradicional para a cadeia produtiva de óleo e gás regional, marca também as expectativas das empresas internacionais sobre a retomada dos investimentos no mercado do petróleo nacional, através dos leilões realizados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), de áreas do pré-sal e do pós-sal.

A premiação é dedicada às sondas e instalações de perfuração e produção que alcançaram os padrões de segurança estabelecidos pelo IADC durante o período de 1º de outubro de 2016 a 30 de setembro de 2017.
Neste ano, as grandes premiadas são as empresas: BassDrill, Diamond Offshore, Ensco, Etesco, Modec, Queiroz Galvão, Odebrecht, SBM Offshore, Seadrill, Transocean e Ventura.

"O grande número de unidades que receberão o reconhecimento da IADC Brazil Chapter é o resultado de um esforço incansável de supervisores e equipes em prol de um ambiente de trabalho mais seguro para a proteção do fator humano", afirmou o secretário do Capítulo Brasil da IADC, Leandro Luzone.

Para o evento, foram convidados representantes das principais empresas operadoras do petróleo, no país e no mundo, além de membros das agências reguladoras do mercado offshore, autoridades municipais e da Marinha do Brasil.

Como anfitriões, estarão presentes também todos os integrantes do comitê executivo do Capítulo Brasil do IADC, junto com representantes da instituição de Houston, nos Estados Unidos.

"O momento continua desafiador para as operadoras e empresas do setor petrolífero. Portanto, nada mais importante que reconhecer as pessoas que trabalham em sondas de perfuração e unidades de produção, que, arriscando sua própria vida, contribuem para o crescimento do Brasil. Precisamos manter a esperança de dias melhores para o setor de óleo e gás, a fim de criarmos uma indústria ainda mais forte", reconhece Leandro Luzone.
Perspectivas para o futuro

Para o IADC, os novos rumos do mercado do petróleo nacional geram uma visão otimista para o futuro.

O secretário do Capítulo da IADC no Brasil, Leandro Luzone

"Nossa indústria já prevê cenários mais positivos após o avanço no ambiente regulatório, o aperfeiçoamento da política de conteúdo local, e as rodadas de leilões que despertaram o interesse de operadoras mundialmente conhecidas, aquecendo ainda mais os negócios do setor. O aumento gradativo do preço do óleo, apesar da instabilidade política que ainda persiste no Brasil, proporciona perspectivas mais otimistas para as operadoras, empresas de perfuração, provedores de serviços e muitos outros de forma direta ou indireta", avaliou Leandro Luzone, secretário da IADC.

Autor: Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

Foto: Divulgação


    Compartilhe:

Tags: economia, offshore


View Site in Mobile | Classic
Share by: