Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Ong promove Festival de Hamburger e faz a alegria da criançada da periferia

O Projeto Podemos Ser Crianças Saudáveis (Poscris) promove o Festival de Hamburger Beneficente, neste sábado (16), a partir das 16h.

Em 15/12/2017 às 11h32


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

O Projeto Podemos Ser Crianças Saudáveis (Poscris) promove o Festival de Hamburger Beneficente, neste sábado (16), a par O Projeto Podemos Ser Crianças Saudáveis (Poscris) promove o Festival de Hamburger Beneficente, neste sábado (16), a par
ONG faz a alegria da criançada das comunidades Malvinas e Nova Malvinas. É o Projeto Podemos Ser Crianças Saudáveis (Poscris), que promove o Festival de Hamburger Beneficente, neste sábado (16), a partir das 16h, visando realizar a festa de final de ano das 80 crianças assistidas pela instituição.

Segundo o coordenador do projeto, Paulo Ferreira da Silva, a promoção tem a proposta de arrecadar fundos para pagar contas pendentes e de realizar uma divertida festa de Natal para todos. O evento acontece na sede da ONG, situado na Rua Principal das Malvinas, nº 1488 (próximo ao ponto final do ônibus). O valor do convite é de R$ 5, valendo um hamburger e um refrigerante. 

"Pretendemos oferecer um Natal saudável para nossas crianças", disse Paulo Ferreira da Silva, coordenador do projeto.


O coordenador Paulo Ferreira da Silva explica que o Projeto Podemos Ser Crianças Saudáveis (Poscris) desenvolve um trabalho de prevenção contra as drogas para crianças das comunidades Malvinas e Nova Malvinas. A realização acontece por meio de palestras sobre prevenção às drogas lícitas e ilícitas por faixa etária, aulas de capoeira, de reforço escolar, ballet, hip hop, e recreação, além de acompanhamento psicológico, através da parceria com a Universidade Estácio de Sá. 
Paralelamente, a instituição realiza também um trabalho de encaminhamento de dependentes químicos para casas de recuperação, em caso de jovens já envolvidos com drogas.

Trabalho milagroso

Realmente, o Poscris desenvolve suas atividades de forma milagrosa mesmo, já que não conta com a ajuda de nenhum órgão governamental e nem privado. A instituição conta apenas com alguns colaboradores como Instituto Nossa Senhora da Glória - Castelo, através da direção, funcionários e pais de alunos assistidos pelo colégio; funcionários e alunos da Universidade Estácio de Sá, por meio de doações de alimentos ou participação de campanhas.

O coordenador Paulo revela que todas às vezes que aparece uma despesa maior, como conta de luz e água, a direção do Poscris promove eventos - almoços, festas, entre outras - para cobrir o pagamento. "Mas nem sempre conseguimos alcançar a meta e aí aquele valor fica pensente, como acontece no momento", frisou o coordenador.
Os interessados em colaborar com o Poscris pode entrar em contato pelos telefones (22) 99879-8125 ou 99775-2093.

Sede própria

Paulo esclarece que o Projeto Podemos Ser Crianças Saúdaveis (Poscris) funcionava em espaço alugado, o que ocasionava um valor bastante despendioso. A partir daí, a direção da Ong decidiu realizar campanhas, rifas e eventos, buscando apoio de pessoas físicas para conseguir um espaço próprio. Assim, eles adquiriram um imóvel em 2009, no valor de R$ 65 mil. O negócio constou de uma entrada de R$ 1.500,00 e parcelas de 1.500,00. Hoje está tudo pago.
Além da conquista da sede própria, o Porscris conseguiu ampliar suas instalações, construindo três salas de aula, uma sala de dança, uma brinquedoteca, quatro banheiros, um refeitório, uma cozinha industrial, uma biblioteca, uma sala de reunião, sala de informática, sala de acessibilidade, uma quadra coberta, entre outras.

Metas 2018

O coordenador anuncia que para 2018 os seus desafios são colocar em funcionamento a Sala de Informática com equipe de voluntários, e a sala de jogos com todos os equipamentos necessário; além de concluir a obra das salas de reunião e de acessibilidade.

Poscris

O Projeto Podemos Ser Crianças Saudáveis (Poscris) foi fundado em 10 de janeiro de 2004 com a finalidade de desenvolver atividades educativas e preparar os participantes para o convívio com a sociedade. O objetivo é oferecer uma melhor condição de vida para as crianças das comunidade Malvinas e Nova Malvinas, através de cursos, no sentido de gerar uma opção de vida melhor para essas crianças tão carentes. 
Atualmente, o Poscria atende cerca de 80 crianças, de 6 a 14 anos, e o horário de funcionamente é das 8h às 16h. "É uma alegria muito grande acompanhar o desenvolvimento e crescimento de cada criança e saber que estamos contribuindo para o aprendizado deles, através de nossas palestras sobre as drogas e nossas aulas de reforço, além de todas as atividades que desenvolvemos", concluiu Paulo. 

Autor: Isis Maria Borges Gomes isismaria@odebateon.com.br

Foto: Divulgação


    Compartilhe:

Tags: entretenimento, social


View Site in Mobile | Classic
Share by: