Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Data de vencimento da conta da BRK Ambiental/CEDAE muda a partir de janeiro

Novo sistema de leitura melhora relação com o cliente

Em 26/12/2017 às 15h38


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Para melhorar a qualidade de entrega das contas, a BRK Ambiental implantou um novo sistema de leitura dos hidrômetros (medidores do consumo de água nos domicílios) que vai alterar a rota de leitura dos hidrômetros da cidade. Neste primeiro mês, haverá uma diferença no que o cliente está acostumado a pagar, mas a conta será calculada da mesma forma: proporcional aos dias de consumo.

A mudança foi necessária para equilibrar a quantidade de leituras, a logística e aperfeiçoar nosso atendimento.

Neste primeiro mês, o cliente deverá observar na fatura o número de dias que estão constando. O valor cobrado estará relacionado a essa quantidade de dias e ao volume consumido. "Com a mudança, em algumas residências os hidrômetros serão lidos com menos de 30 dias e o valor da conta será menor, em outras serão lidos com mais de 30 dias e, por isso, o valor será maior. Mas essa variação só ocorrerá no primeiro mês sem alteração na tarifa", destaca Bruno Cohn, gerente comercial da BRK Ambiental.

Após essa adequação, a conta voltará a ser apurada no período médio de 30 dias e a data de vencimento passa a ser aquela estabelecida no mês da mudança. Entretanto, o cliente pode solicitar a troca do vencimento, escolhendo entre as cinco opções que a concessionária disponibiliza. Essa alteração deve ser realizada através dos canais de atendimento 0800 771 0001 ou Loja de Atendimento ao Público, situada na Rua Dr. Júlio Olivier, nº 234, loja 3, Centro, Macaé, RJ.


Sem prejuízo 


Conforme determinado pela Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro - AGENERSA, o valor da tarifa varia de acordo com faixas de consumo, são cinco no total. Por exemplo: quem consome até 15 mil litros por mês em uma residência, por cada mil litros, paga R$ 3,39. Já quem consome entre 16 a 30 mil litros por mês paga R$ 7,46 por cada mil litros. Ou seja, os mesmos mil litros vão ficando mais caros à medida que o consumo aumenta. 

Por isso, tomamos o cuidado de estabelecer a quantidade de água consumida. Caso o domicílio esteja em uma faixa, para 30 dias de consumo, os dias a mais de cobrança vão ser adequados para que o cliente não mude de faixa. Assim, garantimos que ele pague o justo", reforça Bruno.  

Autor: O DEBATE

Foto: Divulgação


    Compartilhe:

Tags: geral


View Site in Mobile | Classic
Share by: