Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Tráfico na Favela da Linha é motivo de denúncia da população

Quem passa pela Linha Vermelha observa o movimento suspeito em plena luz do dia

Em 30/12/2017 às 07h56


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Quem passa pela Linha Vermelha observa o movimento suspeito em plena luz do dia Quem passa pela Linha Vermelha observa o movimento suspeito em plena luz do dia
O jornal O DEBATE tem recebido algumas denúncias referentes ao tráfico de drogas na Favela da Linha. De acordo com os relatos, homens são vistos à luz do dia em movimentação suspeita, além de serem vistos fazendo uso de substâncias ilícitas. 
De acordo com um morador, que prefere não se identificar por medo de retaliações, o problema tem se agravado. 
"Infelizmente, eu preciso passar todos os dias naquela região. O ponto deles já é certo, ficam sentados por volta de 9h30 e 10h, fazem uso de drogas e, ao que parece, também vendem substâncias ilegais no local. Fazem isso sem medo, sem pudor algum. O ponto é virado para a Linha Vermelha, onde está sempre com movimento de carros, ônibus, mesmo assim eles não se importam. Para nós, resta a sensação de impunidade e medo. A gente sabe que o problema sempre existiu, mas parece que eles não estão mais com medo e optam por não se esconder."

A Favela da Linha está entre as frequentes operações da Polícia Militar no combate ao tráfico de drogas da região. Nos meses de novembro e dezembro, a PM registrou ocorrências de apreensões de drogas e detenção de suspeitos. De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), 39 pessoas foram presas em Macaé, seis armas de fogo foram apreendidas e 25 ocorrências foram registradas por apreensão de drogas. Tais números são baseados apenas no mês de novembro.
As denúncias são de extrema importância para o trabalho da polícia no combate à criminalidade na área do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

Recentemente lançado, o aplicativo (App) "Click Denúncias" tem sido de grande valia, tanto para a sociedade quanto para a instituição de segurança. Ele está disponível para download nos sistemas Android e IOS. O anonimato dos usuários é um dos pontos fortes do aplicativo. O envio de informações não requer nenhum tipo de cadastro. Para instalar, o cidadão precisa apenas acessar do seu aparelho de celular o site do 32º BPM (www.32bpmrj.org ), rolar a página até encontrar o link de acesso, clicar na imagem e seguir as instruções. Para que o App funcione corretamente, é necessário que o celular esteja conectado na internet. 

Outras formas de enviar denúncias anônimas para a PM, é entrando em contato com o Disque-Denúncia, através do número (22) 2765-7296. O telefone está à disposição da população 24 horas por dia para atender todos os chamados. Além das ligações, os cidadãos também podem passar informações pelo WhatsApp, através do número  (22) 98168-2344. Ou por e-mail para: denuncia32bpm@gmail.com.

Autor: O DEBATE

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: polícia


View Site in Mobile | Classic
Share by: