Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Macaé Basquete apresenta os reforços para a Liga Ouro

Luis Otávio, Rafael Castellon e Rafael Silva são os três primeiros nomes anunciados para a temporada

Em 05/01/2018 às 11h18


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Atletas trazem sua experiência em grandes equipes na luta pelo retorno à elite do basquete no NBB11 Atletas trazem sua experiência em grandes equipes na luta pelo retorno à elite do basquete no NBB11
Fim do mistério. Depois de tanta expectativa, o Macaé Basquete apresentou essa semana os três primeiros nomes que irão integrar o elenco da Liga Ouro, que começa no dia 26 de fevereiro. A equipe, que não pode participar do NBB10 devido a saída do seu patrocinador master, busca montar uma equipe forte para brigar pelo acesso à elite do campeonato na temporada 2018/19. 

O primeiro nome anunciado foi o do ala/armador Luis Otávio 'Chupeta', de 25 anos, que já teve passagem pelo CEFA (Italva), Fluminese (RJ), Flamengo (RJ), Liga Sorocabana (SP), Clube do Remo (PA), ACF Campos (RJ) e Seleção Brasileira Sub-19. 

"A expectativa é por uma temporada muito boa, ajudando o Macaé Basquete a chegar ao lugar de onde nunca deveria ter saído, que é a elite do basquete brasileiro. Estou bem confiante, pois venho de bons campeonatos, então espero somar à equipe. Sei que o Léo e o Pablo são dois profissionais de altíssima qualidade e o que quero é contribuir para que o Macaé volte ao NBB", declarou o jogador. 

Outro grande nome é o do ala Rafael Castellon, de 32 anos, que também já tem experiência no NBB, entre eles, na atual equipe campeã, Bauru (SP). Ele também já jogou na Liga Sorocabana (SP), Rio Claro (SP), Campo Mourão (PR), Fluminense (RJ) e Sport Recife (PE). 

"Sabemos do respeito que o Macaé conquistou no basquete nacional, então a motivação é a maior possível para tentar a volta ao NBB. A torcida é apaixonada pelo basquete, pois já tive a oportunidade de ver quando joguei contra que o torcedor incentiva o tempo todo. Agora vou dar o meu máximo para dar alegria ao torcedor macaense", afirmou o ala.


Completando o elenco, o ala Rafael Silva, de 24 anos, espera levar a experiência que teve em clubes como o SESI-Uberlândia (MG), Praia Clube (MG), Esporte Clube Ginástico (MG), Minas Tênis Clube (MG) e Contagem Towers (MG) para o Macaé. 

"O Macaé Basquete vem, há bastante tempo, surpreendendo as grandes equipes, incluindo finalistas do NBB nos últimos anos, mesmo com um orçamento menor. Então estou indo com toda empolgação para vencer a Liga Ouro e voltar ao NBB", enfatizou. 

Planejamento

O trio será comandado pelo técnico Leonardo Costa, que conversa com outros jogadores para compor o elenco do Macaé na Liga Ouro. Ele indica que, logo, serão anunciadas mais novidades, já que o time completo deve ser apresentado oficialmente até o final de janeiro.

"A vinda desses três jogadores vai ser muito importante para a formação da equipe. Continuamos com dificuldades financeiras e na busca por parceiros para reforçar ainda mais o elenco para essa Liga Ouro. Mas temos certeza que o Macaé Basquete terá uma equipe bastante competitiva", explica.

Além do time do Norte Fluminense, única representante do Estado do Rio na Divisão de Acesso, brigam pela vaga no NBB11 as seguintes equipes: APAB Blumenau (SC), A. D. Brusque (SC), Brasília Basquete (DF), Cerrado Basquete (DF), APVE/Londrina (PR), Sport Club Corinthians Paulista (SP), São José dos Campos (SP) e Unifacisa Paraíba (PB).

O Macaé Basquete é patrocinado pela Unimed Costa do Sol, EDF Norte Fluminense, SAME, Fiel Turismo, Cavaleiros Comunicação, Falck Safety, ACIM, Ramada Steak House, Aktion Sports, Botica D’Rossi, Shop & Cia, American Insight, Adail Costa, Iris Mídia, Planet Cinemas, Garagem Centro de Artes, Vivendas da Lagoa e Maple Bear. Além disso, conta com o apoio da Universidade Estácio de Sá, Tênis Clube e das empresas parceiras do programa Somos Macaé Basquete.

Competição terá algumas novidades


Com o aumento no número de equipes participantes, nessa temporada a Liga Ouro irá passar por algumas alterações. Os nove times irão se enfrentar em turno e returno simples, ao invés de quatro duelos entre eles na fase de classificação, onde apenas os seis avançavam para os playoffs. 

Com isso, a partir de agora, os dois melhores já garantirão, automaticamente, uma vaga direta nas semifinais, enquanto o terceiro ao sexto lugar irão brigar nas quartas de final, em uma melhor de três jogos. 
Já as semifinais e a final serão disputadas em cinco partidas, com o time de melhor campanha fazendo os Jogos 1, 2 e o possível 5 em casa.

Em quatro edições disputadas, a Liga Ouro já contou com a participação de 13 equipes diferentes, oriundas de sete Estados distintos mais o Distrito Federal. Sempre realizada no primeiro semestre, a competição teve sua série final transmitida ao vivo via WEB nas três últimas temporadas.

Disputada pela primeira vez em 2014, a Liga Ouro foi responsável pelo ingresso de seis equipes na elite do basquete brasileiro. Nas duas últimas temporadas, equipes do Rio de Janeiro garantiram o acesso à primeira divisão: Vasco da Gama (2016) e Botafogo (2017). 

Autor: Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

Foto: Divulgação/ LNB


    Compartilhe:

Tags: esporte


View Site in Mobile | Classic
Share by: