Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

População vive transtornos por conta de obras paradas

Em dias de chuva, ruas na Granja dos Cavaleiros ficam instrasitáveis. Moradores cobram a pavimentação

Em 12/01/2018 às 15h58


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Morador relata que lama desce e acumula na esquina da Al. Diamantino da Silva Pacheco com a Manoel Francisco Nunes Morador relata que lama desce e acumula na esquina da Al. Diamantino da Silva Pacheco com a Manoel Francisco Nunes
Enquanto as obras do Consórcio Vale Encantado seguem paradas e sem previsão de retornarem, moradores dos bairros que seriam contemplados com a urbanização enfrentam inúmeros transtornos devido à falta de infraestrutura. Uma dessas localidades é a Alameda Diamantino da Silva Pacheco, esquina com a Rua Manoel Francisco Nunes, na Granja dos Cavaleiros.

Segundo Dirant Ferraz, que já esteve à frente da AMOGRANJA e atualmente integra a Comissão da Obra, toda vez que chove a população enfrenta dificuldades para circular pelo local. "A lama desce toda e isola esse trecho. Além das pessoas, isso atapalha a passagem do ônibus. Vira um caos. A prefeitura demora para vir limpar. Com isso, na maioria das vezes, os moradores, cansados de esperar, acabam fazendo o serviço do poder público na tentativa de amenizar a situação", relata. "O comerciante da loja situada na esquina já me procurou várias vezes porque quando isso acontece ele não consegue abrir o seu estabelecimento", completa.

Ele conta que a via faz parte das que seriam contempladas com o asfalto, caso a urbanização da região não tivesse parado em 2014. "A única coisa que a prefeitura fez nesse tempo foi colocar material aqui para quebrar o galho. Mas não adianta fazer só o paliativo. Tem que pavimentar. Há três anos, um vereador veio aqui, viu a situação e falou que essa rua estava licitada para ser calçada. Só que o tempo passou e não aconteceu nada. Essa via está liberada para receber o asfalto, pois já passaram toda a rede necessária", ressalta Dirant.

Procurada, a prefeitura, por meio da secretaria Adjunta de Obras, explicou que os serviços do consórcio Vale Encantado, que abrange o bairro Granja dos Cavaleiros, estão em fase de ajuste de projeto para nova licitação em 2018.  Já a secretaria de Infraestrutura informou que vai reforçar os serviços de limpeza e manutenção na região. 

Obras paradas desde 2014

A urbanização da região, que engloba também o Novo Cavaleiros e o Vale Encantado, segue parada há quase quatro anos. Orçadas em mais de R$ 54 milhões, as obras de urbanização foram paradas, segundo a prefeitura na época, por conta de questões burocráticas envolvendo o consórcio responsável. Ela também enfatizou que seria feito um novo processo licitatório para a troca da empresa. 

O prazo dado para que isso fosse feito, e as obras retomadas, era de 45 dias, ou seja, expirou em maio de 2015. Mais uma promessa que não foi cumprida, o que tem gerado revolta nos moradores, que continuam à espera de respostas do poder público, que tem evitado se pronunciar sobre o caso. 

Autor: Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

Foto: Divulgação/ Eu leitor, o repórter


    Compartilhe:

Tags: cidade


View Site in Mobile | Classic
Share by: